quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Pensamento Alheio




Meio a conflitos pessoais, problemas particulares e pensamentos rotineiros; ainda me sobra espaço para se pensar em problemas alheios.
Me pego remoendo problemas plurais a tantos involuntariamente. Sou levado por algo que é atrativo e sensual. Presto atenção nas conversas em filas de banco e pessoas a falar no telefone. A curiosidade é tamanha que eu faço um certo esforço para saber o que acontece. Ler um jornal, ver uma noticia, checar e-mails e ainda perguntar para alguém no metro qual time ganho ontem e de quantos. Problemas alheios e comuns a tantos passam despercebidos pelo nosso dia, ocupam nossa cabeça e de repente a atenção se volta para aquele problema no meio do dia, enquanto se está tomando um café ou no banheiro apertado de um escritório qualquer. 
Apegado a curiosidades. Estou me sentindo assim; sem um tempo para mim. Cuido tanto dos outros que não sobra espaço para se fazer o mesmo pela minha pessoa. Atolando de trabalho e contas inacabáveis que insistem em entrar no meu extrato bancário, eu realmente poderia fazer algo por mim, se revoltar realmente com problemas maiores que irão consertar meu rudimentar modo de pensar. Novelas, futebol, jornal e tragédias são o que temos para hoje, vizinhos ou até quem foi na igreja domingo são o que teremos para quase todo sempre. Poderíamos pensar em meios de dividir excessos e somar mínimos.
Meio a conflitos pessoais, problemas particulares e pensamentos rotineiros, ainda me sobra espaço para se pensar em (resolver) problemas alheios.

3 comentários:

ÁrVoRe de OUToNo disse...

Oi, tava sem a fonte do note. Comprei hj, mas o lixo eh trifasico e nao tenho adaptador. to usando enquanto a bateria aguentar portanto nao da pra replicar o texto, mas confesso q me inspirou e quero tecer comentarios no blog sobre o seu texto. Ainda bem que existem pessoas sensiveis q nem vc, que se nao me engano tem namorada e ainda encontra tempo para fazer amizade com blogueiras. Sou uma blogueira meio revoltada e sem amigos pq as x surto e nao sei bem explicar, o fato é que a sensibilidade alheia ainda me comove. Obrigada pela atenção. Adorei a franqueza do texto. Beijos

ÁrVoRe de OUToNo disse...

Dani, o txt ficou extenso. Tá lá no blog e dedico o mesmo a vc. Perdoa os erros de portuguess.

Danilo Henrique disse...

brigado Ju!... te deixei um comentário no texto! Vlw

Postar um comentário

coloque seus pensamentos para fora... comente!

Receba Atualizações

 
;