sexta-feira, 7 de dezembro de 2012 0 comentários

Causos #1

Em uma noite quente e tendenciosa, dois corpos se envolvem e meio a carinhos e apertos ela pergunta?
- Você trouxe?
- Calma, não fala nada!
Ela então se cala e fecha os olhos retribuindo os beijos de quem a quer naquele momento. Passado poucos segundos, ela novamente questiona:
- Você trouxe ou não?
- Nossa, você vai fica uma ferra comigo linda. Diz o moço já sem esperanças de continuar aquele ritual já quase consumado.
- Não acredito que você não trouxe, nossa, da pra ver o quanto você me quer, eu não faço sem e já deixo avisado.
- Sabia que você iria dizer isso. Desanimado e sem esperanças de continuar, ele desvia o olhar enquanto ela o olha desanimada, virando-se e deixando seu pescoço a mostra e seu corpo vulnerável.
Ele simplesmente acomoda-se por de trás daquela beldade e morde sua orelha, aperta suas coxas e atiça seus estímulos mais sacanas. Ela em total desconforto por saber que mais um pouco daquilo a cegaria, com ou sem o que o rapaz ficou de trazer iria acontecer e ela já não podia fazer nada para evitar tanta vontade e voracidade que exalava de ambos os corpos.

Receba Atualizações

 
;